Carta de Werther a Wilhelm em 17 de dezembro de 1772

Johann Wolfgang von Goethe. Tradução do alemão: Luiz Henrique Coelho.




17 de dezembro de 1772


O que é isto, meu caro? Eu me assusto comigo mesmo! Não é o meu amor por vós o mais sagrado, mais puro, mais fraternal amor? Eu jamais senti um desejo repreensível em minha alma – não quero jurar – e agora – sonhos? Oh, quão real era o pressentimento das pessoas, as quais atribuíram efeitos contraditórios a forças externas. Esta noite! Estremeço ao dizer, a tive em meus braços, fortemente apertada contra meu peito, e cobri com infindáveis beijos sua querida boca murmurante. Meus olhos flutuavam na embriaguez dos seus. Deus! Eu devo ser castigado, pois ainda sinto um contentamento, ao relembrar, com tanto afeto, esta alegria incandescente, Lotte! Lotte! – E isso se foi! Meus sentidos se confundem. Já há oito dias não tenho forças para refletir, meus olhos estão cheios de lágrimas. Em nenhum lugar me sinto bem, de fato bem. Não desejo nada, não anseio por nada. A mim seria melhor que eu partisse.



den 17. Dezember


Was ist das, mein Lieber? Ich erschrekke vor mir selbst! Ist nicht meine Liebe zu ihr die heiligste, reinste, brüderlichste Liebe? Habe ich jemals einen strafbaren Wunsch in meiner Seele gefühlt? – ich will nicht betheuern – und nun, Träume! O wie wahr fühlten die Menschen, die so widersprechende Wirkungen fremden Mächten zuschrieben! Diese Nacht! Ich zittere, es zu sagen, hielt ich sie in meinen Armen, fest an meinen Busen gedrückt, und deckte ihren liebelispelnden mit unendlichen Küssen; mein Auge schwamm in der Trunkenheit des ihrigen! Gott! Bin ich strafbar, daß ich auch jetzt noch eine Seligkeit fühle, mir diese glühenden Freuden mit voller Innigkeit zurük zu rufen? Lotte! Lotte! – und mit mir ist es aus! Meine Sinne verwirren sich, schon acht Tage habe ich keine Besinnungskraft mehr, meine Augen sind voll Thränen. Ich bin nirgend wohl, und überall wohl. Ich wünsche nichts, verlange nichts. Mir wärs besser, ich gienge.




(Tradução de uma carta de Os sofrimentos do jovem Werther, de Johann Wolfgang von Goethe, a partir da edição do texto original em Die Leiden des jungen Werthers. München: Deutscher Taschenbuch Verlag, 2007, p. 117-118)

 

Luiz Henrique Coelho é graduado em pintura e desenho pela Escola de Belas Artes da UFMG. Ex-bolsista DAAD-CAPES junto à AdBK (Academia de Artes Plásticas de Munique). Mestre em Literaturas Modernas e Contemporâneas pela Faculdade de Letras da UFMG. Doutorando em Teoria da Literatura e Literatura Comparada na mesma instituição. Sua pesquisa compreende: literatura escrita por mulheres, literatura do pós-Segunda Guerra Mundial alemã, literatura de exílio alemã, literatura contemporânea alemã, literatura de testemunho, literatura de memória. Literatura e outras mídias.


Ilustração: Vinícius Ribeiro.